8 de jan de 2015

Amizades de hoje em dia

Por muito tempo eu imaginei que existiam as amizades eternas, mas com o que tenho vivido acho difícil isso ser real.

Nos dias de hoje é muito difícil achar uma amizade duradoura, quanto mais eterna. Mas por que isso? Será que eu estou errado? Pode até ser, mas como falei a vida tem mostrado o contrário.

Minha teoria é que as pessoas mudam, as prioridades delas mudam, e os interesses também. Alias falando nesse último muitas amizades são movidas por mero interesse, enquanto eu sirvo para você, você serve para mim.

Muitas vezes a amizade se confunde com o coleguismo. Amigo é aquela pessoa que está ao nosso lado em todas as situações da nossa vida, não só nos momentos bons.

Faça o teste da amizade, chame diversos amigos para um churrasco, diga que é por sua conta e verá quantos irão aparecer, te dar tapas nas costas e intitular como amigo. Depois de um tempo quando precisar de uma reforma na casa chame seus amigos para ajudar a pintar a casa, fazer um buraco no seu quintal ou qualquer outro tipo de serviço braçal, diga que não terá cerveja nem carne, será apenas uma ajuda e veja quantos amigos irão. Quantos irão dar uma desculpa qualquer.

Isso se estende não só aos amigos, mas muitos familiares são assim, faça uma festa de casamento de convide os parentes, irão aparecer até parentes que não sabia que existia, agora chamem para encher uma lage e veja o resultado.

Como falei lá em cima muitas amizades mudam por causa das prioridades, por exemplo quando é solteiro você tem uns tipos de amigos, quando passa a ser casado essa amizade tende a mudar, é natural é do homem. Mas isso não significa que essa amizade tenha que deixar de existir, mas muitas vezes ela deixam.

Quando você bebe você um tipo de amizade e quando deixa de beber a tendência também é que essa amizade mude, mas não deveria.

Quando você tem dinheiro geralmente tem muitos amigos, agora quando você precisa de dinheiro poucos aparecerão.


Muitas vezes nem é dinheiro que precisa, é apenas um bom conselho, um abraço e nada mais. Aquela amizade de infância não existe mais ou está em extinção, é uma pena, poucos são os amigos de verdade.

Autor: José Agenor Sapata

4 de jan de 2015

Um cadinho de esperança para 2015


E se vivêssemos em um mundo que a caridade reinasse plenamente, um mundo onde as coisas boas prevalecessem sobre as más, um mundo onde teria felicidade, amor, solidariedade e esperança, seria bom? Este  mundo ainda não é o nosso, mas podemos caminhar em busca dele, alias já caminhamos! O Fantástico do dia 28 de dezembro nos trouxe um pouco de esperança, um pouco de bons exemplos e energia para continuarmos nessa caminhada.

Duas matérias espetaculares, na primeira os caçadores do bem, um casal que assim como eu está cansado de ouvir os noticiários que só passa desgraça, cansados de ouvir as pessoas reclamarem de tudo, cansados de ouvir coisas ruins. Os dois se aventuraram pelo país com um lindo propósito o de mostrar que o bem prevalece sobre o mal, que existem mais pessoas boas do que ruins.
Encontraram 1.150 bons exemplos, prova mais que concreta de que existem muitas pessoas boas, quem quiser saber mais sobre os caçadores é só entrar na página deles, segue o link: www.cacadoresdebonsexemplos.com.br

Segue o link da matéria no fantástico: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/12/cacadores-do-bem-terminam-viagem-e-reunem-1150-bons-exemplos.html

A segunda grande matéria é uma que me deixou muito emocionado, um médico que sai na rua para prestar assistência para aqueles que não necessitam. Esse Sr. Chamado Jim Withers para mim é um grande herói, dedica aquilo que o foi dado como dom, o poder de curar as pessoas para aqueles que realmente necessitam. Não é como tantos e tantos médicos que vemos nos hospitais que trabalham mau humorado, sem sensibilidade nenhuma e procura um único objetivo “o dinheiro”.

Vivemos em um país onde faltam médicos na maioria dos estados, alias, não faltam médicos, é que a maioria se recusa receber R$ 4.000,00 para trabalhar em estados com menos estruturas, em cidades pobres, em lugares onde as pessoas necessitam de verdade.
Isso não é uma crítica aos médicos e sim as pessoas, que vivem cada vez mais pelo dinheiro e cada vez menos para pessoas.

Bom, continuando com nosso caro amigo Jim ele dedica três dias da semana para atender essas pessoas necessitadas, por que os outros não poderiam?

Podem sim, basta querer, basta se sensibilizar para com o próximo e acreditar que podemos fazer um mundo melhor.

Para quem quiser segue o link de mais essa matéria maravilhosa do fantástico:  http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/12/medico-deixa-jaleco-e-sai-pela-noite-para-cuidar-de-moradores-de-rua.html


Ainda acredito nas pessoas, acredito que somos formadores dessa sociedade e só depende de nós querer e fazer as coisas mudarem, mude você também seu pensamento, ajude!

2 de jan de 2015

O amor verdadeiro


Durante anos procurei saber o que era o amor de verdade, foi uma busca incessante, pesquisei com diversas pessoas sobre, tentei o amor por diversas vezes, mas no final não era ele.

Com o nascimento do meu filho pude sentir na pele o que é o amor, fui respondido pela forma mais pura de amar.

Durante anos achei que o amor era algo extraordinário, que fizesse o coração pulsar, acelerar, paralisar e me fazer perder o ar. Eu não estava errado, o amor é isso mesmo e muito mais.

O amor de verdade não é relacionado a beleza, a amasso ou atração sexual. O Amor está relacionado ao sentimento, ao afeto e ao carinho que sentimos por uma pessoa, ao querer bem a ela, digo que o amor não tem limite nem fim.

O amor não está relacionado a fissura por uma pessoa, ele gera apenas coisas boas, e só trás coisas boas, não acredito que quem ama faça algo mau por esse amor.

Pude sentir o amor com o nascimento do meu filho, confesso que meu coração se encheu de alegria ao ver aquele ser tão pequenino, mas não foi uma alegria qualquer, foi algo que nunca havia sentido antes, foi algo que procurei durante tempos e encontrei.

Isso não significa que o amor entre homem e mulher não exista, pelo contrário, com o nascimento do bebê o amor se transpôs para minha família, fiquei muito mais sensível para as crianças e mais consciente  para meus deveres como pai, marido e cidadão.

Bom a sensação de ser pai é uma sensação única, de tudo que passei na minha vida, de todas as vitórias e conquistas essa sem dúvida nenhuma foi a melhor, foi a mais emocionante e a mais mágica. Indico para todos!


A procura pelo amor acabou, mas acredito que o amor é como uma flor, ela tem que ser regada para que possa sobreviver, crescer e florescer.

Autor: José Agenor Sapata