4 de out de 2017

Um diamante a se lapidar



Sorriso sincero, bonito e faceiro,
Me lembro quando te conheci,
Faz tempo, mas nunca a esqueci,
Sempre teve ai o tempo inteiro.

Voz de menina, suave e serena,
Traços de feminilidade avançada,
Cuidadosa e gentil,
Uma mulher que merece ser amada.


Por dentro intrigante,
Madura, séria e de opiniões,
Daquelas que você diz,
Nossa que diamante interessante.

Já sinto meu coração tendencioso,
Sentimentos mais que curiosos,
Amor à vista?
Espere diamante, me de pistas!

Tudo indica que vai responder muitas questões,
Será que és a solução?
O encaixe e equilíbrio do meu coração?
Abrirei meu coração para emoções.



Autor: José Agenor Sapata

Fonte imagem: https://www.google.com.br/search?q=diamante+lapidado&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwigqOylsdbWAhWHGZAKHUGQC80Q_AUICigB#imgrc=VxuUYhVHgxBULM:

Que soninho lindo!


Fui desafiado pela beleza do esplendor,
Ao ver meu filho dormir, surgiram ideias,
Agradeço a ele senhor.

Como é perfeito esse olhar manso e fraterno,
Penetrando em seu sono,
Respiração calma, serena e sincera.

Uma criança dormir reflete a pureza,
Inocência e tranquilidade do ser
Mais que isso, ela ensina
Faz a calma re-estabelecer.

Ele vai até os anjinhos,
Banhá-los com os mais alto e puro amor,
Que inveja boa desses pequeninos,
Aí está o segredo para acabar com a dor .

Sejamos felizes, puros e sinceros
Sejamos melhores e mais fraternos

Sejamos apenas amor!

Autor: José Agenor Sapata