25 de nov de 2014

O Doador de memórias - Lois Lowry


Imaginem vocês viverem em um mundo onde não haja sentimento entre as pessoas, onde não haja cor, nem música, nem memórias, imaginou? Essa é a proposta do livro e filme O Doador de memórias de Lois Lowry.

Achei super interessante a ideia de viver em um mundo sem dor, sem ódio, sem rancor, sem tristeza e coisas ruins, porém como tudo na vida tem o lado bom e o ruim isso significaria viver sem nenhum sentimento, e quando digo nenhum exclui os sentimentos bons, até que ponto valeria a pena não ter o mal abrindo mão do que é bom? Acredito que seriamos como se fossemos robôs, sem um propósito real para nossas vidas.

No filme apenas o doador tem as lembranças do passado, as quais são repletas de sentimentos, essa pessoa tem a missão de passar para seu sucessor todas as lembranças de um passado repleto de sentimentos, na primeira parte ele passa apenas as lembranças boas, as quais fazem ele poder ver as cores, ouvir as músicas, sentir o amor e a felicidade e se indagar porque não há sentimentos na comunidade onde vive. O problema começa quando as lembranças dos sentimentos ruins começam a aparecer, a guerra entre os homens, pais abandonando crianças, sentimentos como dor, ódio, rancor e discórdia. Coisas que acontecem no dia-a-dia de todos nós, isso choca o recebedor e ele entra em um dilema grande entre libertar seu povo da mesmice e monotonia ou continuar a não ter sofrimento.

E aí qual sua opinião sobre isso? Viver na paz mas com uma vida sem graça ou viver uma vida com sentimentos bons e ruins? Se fosse para você escolher o que faria?


Indico muito esse livro e filme, quem puder acredito que terá um bom motivo para reflexão.

Imagem Retirada do Google Imagens

22 de nov de 2014

Cultive a sua horta.




Esses dias estava limpando minha pequena hortinha que tenho no quintal da minha casa e comecei a pensar, comecei a comparar os cuidados que tinha que ter com ela com o cuidado que temos que ter com nossas vidas, e para minha surpresa vi muitas semelhanças, as quais gostaria de compartilhar com vocês.

Primeiramente verifiquei que era de muita importância para início da minha horta a preparação da terra, isso iria influenciar e muito na qualidade dos legumes. Agora vejam em nossas vidas o meio em que vivemos, que estamos ambientalizados também é de muita importância, o local em que vivemos também ajuda a definir o rumo de nossas vidas. Se moramos em São Paulo ou em Minas, nordeste, sudeste, Brasil ou Europa. Isso tudo pode determinar uma qualidade de vida, é claro que não é regra que uma pessoa que nasça no meio da favela vá ser menos bem sucedido que uma criança que nasça na Europa, isso apenas quer dizer que o meio da segunda criança é mais favorável.

Bom continuando minha linha de raciocínio depois vem a escolha das sementes, do que plantar em sua horta. Essa requer um mínimo de conhecimento possível sobre o que são hortaliças, legumes e verduras, afim de não causar atrito entre eles, é aí que você define o que irá colher. Em nossas vidas também temos que fazer nossas escolhas dia-a-dia do que iremos plantas, se plantarmos ódio e rancor é o que iremos colher lá na frente.

Depois de plantado vem a parte do cuidado, todos os dias você terá que destinar uma parte do seu tempo para aguar, limpar e estar sempre de olho nos parasitas e predadores como os próprios pássaros. Em nossas vidas não é diferente, se deixarmos de lado uma escolha nossa, sem o carinho necessário diário, sem o cuidado e atenção para aqueles que amamos nossa vida também definhará, e aos poucos iremos morrer, também da mesma forma se regarmos de mais um amor, se sufocarmos com o nosso sol fortemente através do ciúmes também teremos fortes perdas na nossa horta.

Assim como nossas vidas na horta nada acontece de um dia para o outro, ela demora para crescer, para dar legumes saudáveis e bonitos, tudo que é fácil vai fácil, as plantas também são assim, tem seu período de maturação, e temos que ter paciência e tolerância, desistir não adianta.

Se você segue esses passos com força, resignação, determinação, com bondade e esperança sua horta tende a se tornar uma horta bonita, vistosa e saborosa, assim como nossas vidas, quando plantamos coisas boas e as cultivamos dia-a-dia com o Amor tudo tende a dar certo.

“Minha horta é tão bonita

E com amor gosto de cultivar

Espero que ela esteja sempre linda

Como minha vida irei sempre amar


Autor: José Agenor Sapata

20 de nov de 2014

Faça uma criança feliz nesse natal!



Olá pessoal, venho solicitar a ajuda de vocês para tentarmos fazer uma natal feliz das nossas crianças, todo ano os Correios recebem cartinhas de crianças solicitando presentes para o Papai Noel, se pudermos cada um ser um Papai noel tenho certeza que iremos fazer muita gente feliz, quem quiser ajudar é só ir até a agência dos correios aqui em Extrema-MG e solicitar sua carta.

Espero que possam ajudar, e lembrem-se: "Fora da caridade não há salvação".

6 de nov de 2014

Aborto




De vez enquanto fico pensando e acabo numa confusão mental, como são maravilhosas as criações de Deus e como é deplorável a forma que nós ás tratamos.

Brigamos por muitas coisas, coisas essas fúteis e banais, coisas do ser humano, transformamos nossas redes sociais em cemitérios sócias, cheios de basbaquices e besteiras, umas piores que as outras. O que é sério e de utilidade pública não se é dado atenção, posso estar errado mas isso não muda.

Me veio a vontade de escrever sobre  um  assunto que vem sendo abordado na mídia há várias semanas e que gera muitas discussões “O Aborto”. É expressamente inaceitável para minha pessoa a ideia de um aborto, como pode? Se não queria um filho por que o fez? Existem tantos métodos contraceptivos disponíveis, uns a preço de banana outros de graça.

Aí fazem um, dois, três e querem abortar? Na hora do bem bom ninguém pensou nisso não é?

Pensem comigo! É uma vida, o aborto é um ato de assassinato!! Aí a peste da mãe ainda fala que é melhor tirar o filho do que deixa-lo passar necessidades. Necessidades??? Com tanta gente querendo adotar, tantos lugares que pegam recém nascidos, até mesmo no próprio hospital é possível deixar o bebê.

Mas é claro que as pessoas vão indagar e aquelas mulheres que são estupradas? Elas não merecem a chance de escolher entre tirar ou não? NÃO, elas não merecem, por mais que esse ato tivesse sido através um outra coisa abominável na minha opinião a mulher não teria esse direito, se fosse minha filha não ia deixar tirar. Que culpa a criança tem?

Ter um filho é uma das coisas mais grandiosas que Deus nos concedeu, quão maravilhoso é o sorrido de uma criança, sua inocência e ternura é capaz de transformar pessoas, é capaz de transformar o mundo, todos nós já fomos um bebê um dia e aposto com vocês que nossos pais tem lembranças maravilhosas e marcantes sobre essa nossa fase. Por que tirar de uma pessoa a dádiva da vida?


Ainda vejo nas pessoas o principal problema da sociedade, somos seres imperfeitos e ainda ignorantes, apenas pensamos que o fato de ter uma faculdade ou um título qualquer nos faz seres inteligentes e perfeitos, enquanto não pararmos de agir de acordo com nossa “inteligência” e começarmos a agir com o coração, iremos cada dia mais cavar nossas covas em uma sociedade corrupta, desonesta e desigual. 

Pensem, não tirem a vida de uma criança, é apenas um apelo de um pai.

Autor: José Agenor Sapata