22 de mai de 2014

O meu protesto

A felicidade não está nos maus sentimentos, a felicidade geralmente está estampada no que há de bom no ser humano, hoje temos visto muitas lutas, muitas batalhas, coisas totalmente inaceitáveis para pessoas racionais que somos, como um ser humano tem a capacidade de matar outro? Agredir já não é racional. Somos feito do mesmo material, criados nus e inocentes, feitos pelo mesmo ser que nos dá o dom da vida.

Todos dias passamos por dificuldades, problemas e desafios. Mas o que me difere de você? É simples, apenas a forma que lidamos com essas adversidades.

Tenho refletido muito, tentado entender o por quê das coisas, se vou conseguir não sei dizer mas garanto que tudo tem um por quê.

Adianta viver reclamando? Chorando as pitangas? Acho que não, o que adianta é correr atrás dos nossos objetivos, sermos honestos, batalhadores e termos força de vontade.

Muitas pessoas se dizem desprovidas da ajuda de Deus, mas vivem pelos cantos, atrás de migalhas, esmolas, não querem trabalhar, ficam só mamando no governo.

Muitas pessoas reclamam da corrupção, mas não lembram que são manipulados pelas esmolas do governo que dão a impressão que eles são “bonzinhos” e na verdade estão apenas tirando sua atenção para que possam roubar.

Hoje o Brasil é um país rico, mas que vive na miséria por causa dos grandes, por causa da burrice do povo, o Brasil arrecada mais dinheiro que muitos países e esse dinheiro vai para o bolso dos corruptos, muitas empresas grandes que temos aí são deles, sim os políticos.

Milhões de reais em obras para copa, pergunto por que um estádio tem que ter uma estrutura milionária e um hospital tem que ser a merda que é hoje? Respondo, porque nós deixamos, nós que vamos nos estádios, assistimos os jogos que dão milhões de publicidade e que fazem gastarmos mais milhões comprando coisas fúteis que a moda diz que temos que usar.

Cotas para isso, cotas para aquilo. Para que cotas se somos todos iguais? Isso para mim só mostra o quanto ainda somos racistas, o quanto ainda pensamos que os brancos são os melhores.

As pessoas preferem dar valor a banalidades, a TV que mostra programas de fofocas, pessoas que são traídas, novelas que transformam um vilão que jogou uma criança no lixo em herói, mulher que larga o marido doente para ficar com outra mulher, homem que tem cinco mulheres na novela, quem fica famoso? Idiotas que fazem algo engraçado ou banal. O povo da importância para essas tontices, não se instruem e depois reclamam do país que tem? Isso para mim chama-se hipocrisia.

Até quando vamos viver dessa forma? Agredindo os próprios irmãos, matando os pais e filhos, sendo roubados pelos grandes? Dando importância para o que não se deve.


Não sei, tenho vistos algumas pessoas que mostram que querem mudança, mas não tenho visto a mudança em si, tento fazer minha parte, talvez se cada um fizesse a sua teríamos uma vida melhor.

Autor: José Agenor Sapata

Nenhum comentário:

Postar um comentário