30 de ago de 2013

Quando será que perdemos nossa inocência?



Esses dias me peguei pensando sobre em que fase da minha vida eu perdi a minha inocência, refleti, pensei, depois refleti e pensei novamente. Então resolvi analisar os fatos como se fosse uma linha do tempo.


Na infância fui moleque travesso, brincalhão, feliz, sempre fazendo das minhas juntamente com meu irmão (mais informações no livro O caminho do Renascer), acredito que não foi nessa fase da minha vida que tenha perdido a inocência. Depois adolescência, um rapaz bom, esforçado nos estudos, que tinha sua turminha de colegas, trabalhava no sítio, acredito que também não foi nessa fase. Logo depois maioridade, responsabilidades, namoro, inicio profissional e acadêmico, é acho que foi aí. 


Nessa fase a vida toma um rumo totalmente diferente, mas foram nas anteriores que tive a preparação para essa, criação de valores, caráter, escolhas profissionais, transição entre o que foi aprendido e a prática, dificuldades antes nunca enfrentadas, como financeiras, de saúde e outras que só quem passa sabe.


Foi exatamente nesse ponto que eu defini o que iria ser, e quem eu iria ser, o bem e o mal.

Mas depois de pensar tudo isso vi que depois de um tempo eu mudei, acredito que e as pessoas mudam e estarão sempre mudando de acordo com a sua fase de vida. Isso é básico e verdadeiro, um senhor de idade não pode viver como um adolescente. 


E eu mudei, cresci, cai, levantei, cai, levantei, cai e to sempre levantando, e sempre aprendendo e caindo, agora menos é claro, mas sempre temos as dificuldades da vida, as quais não acho ruim, pois são através delas que temos nosso crescimento pessoal.


Sinto falta daquele moleque inocente, sorridente, travesso, mas com um bom coração, que queria ajudar os velhinhos na rua, que dividia os brinquedos com as crianças da rua. Sinto falta da inocência de perdoar com facilidade e de amar verdadeiramente.

E você em que parte da sua vida perdeu sua inocência?

7 comentários:

  1. Gente muito bom seu texto* gostei do blog
    ~Abraços do Fábio~
    http://fabiolucas92.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto, pensando bem nao lembro quando percebi quando perdi minha inocência aushauhsas
    http://umagarotacitouu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ótimo texto, nunca parei para refletir sobre esse assunto!

    Beijos!
    http://viajantesdaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Isso é verdade. Na verdade, também não sei quando isso se deu. A vida quase que "obriga" a gente a perder a inocência. A vida adulta é bem cruel às vezes.

    Parabéns pelo texto. Gostei!

    Abraço!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir