26 de ago de 2013

Entrevista #09 - Ilná



Fale um pouco sobre você. (Nome, idade, onde mora, estado civil)

R - Meu nome é Ilná, tenho 23 anos, moro em uma vila nos Alpes, na França, com meu marido, com quem sou casada a 5 meses.

O que seria a paixão?

R - Paixão é o estado emocional que te deixa totalmente fora de si. Faz viver a vida da outra pessoa. A paixão pode acontecer muitas vezes, inclusive pela mesma pessoa.

O que é o amor para você?

R - Amor é o lado sério da paixão, é quando você deseja acordar a cada dia com a mesma pessoa, vendo ela mudar com o passar dos anos. Amor é sentimento mais puro que existe. Se não for puro, não é amor.

Você acredita que o amor acaba?

R -  Acabar é um pouco demais. Mas ele pode diminuir a um ponto que se torna irrelevante.
Pode se transformar em uma cicatriz, que não te traz dor nenhuma, mas ainda está ali.

Como se deve tratar uma mulher?

R - Não só as mulheres, mas todos devem ser tratados da maneira como desejamos ser tratados.

Gosta de homem romântico?

R - Se romântico quer dizer atencioso, preocupado, carinhoso, que faz gentilezas e expressa o seu amor sem medos ou vergonhas, sim! Amo homens românticos. Agora, tem muita gente confundindo ser romântico com ser babaca. Homem que faz umas coisas ridículas, tipo mandar aquelas mensagens ao vivo com fogos e tudo. Nossa! Deus me livre.

Quais as maiores qualidades que um homem pode ter?

R - Lealdade (que vai muito além de ser fiel), responsabilidade, compreensão e companheirismo.

Quais os piores defeitos que um homem pode ter?

R - A ausência dos que eu mencionei acima. Um homem que é desleal, irresponsável, incompreensível e não companheiro. E que não tem vontade de crescer na vida, empaca num lugar e não quer sair mais... Tenha paciência.

Qual a maior decepção para uma mulher?

R - Descobrir que aquela pessoa não é do jeito que ela acreditava ser.

A traição é perdoável?

R - Existem dois tipos de traição, pra mim. Uma é perdoável, a outra não.
A perdoável é a que acontece numa festa, com ele bêbado, beijando alguém que ele não faça ideia de quem seja, porque brigamos e ele saiu puto. É traumatizante, vai ter crise séria, mas acho que dá pra perdoar depois de um tempo.
A segunda é quando envolve sentimentos. Se ele tem alguém que ele gosta, que ele sai de vez em quando, ou mesmo que não tenha saído, mas se apaixonou por outra pessoa. Isso não se pode relevar, de nenhuma maneira.

Gosta de homem com tons de Cinza?

R - Isso é uma referência ao livro? Porque eu não li, nem vou ler. Rs
Mas sei que se trata de masoquismo e sadomasoquismo, pelo menos até onde me falaram. Se for isso mesmo: não posso nem pensar nisso. Tenho asco. Entre um casal deve ter amor, calma e não fúria. Que me desculpem as pessoas que curtem, mas na minha opinião, o casal perde o respeito depois disso, um pelo outro.

Qual perfil de homem ideal para você?

R - Acho que isso não existe. Você não faz uma check-list pra conferir se os atributos das pessoas se encaixam no seu padrão, antes de se apaixonar.

Deixe aqui uma mensagem para os homens.

R - Homens, sejam homens e não moleques.
A mentira, a traição, a enganação, tudo isso tem perna curta.
Só o que é verdade sobrevive.

Qual pergunta que não fiz que gostaria que fizesse?

Qual a maneira certa de levar a vida?

Aquela que te faz mais feliz.

3 comentários:

  1. Muito bacana a ideia de entrevistar uma pessoa perguntando sobre sentimento... adorei as respostas da Ilná. Muito simpática! :D

    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Interessante a definição de amor dela é parecida com a minha, já sobre traição pensamos inverso.rs.Nenhuma é perdoável, mas entenderia se tivesse sentimento,afinal não se manda no coração,mas tem que ser leal e me contar,vai acabar o relacionamento,mas ainda terá meu respeito.

    ResponderExcluir
  3. Foi a melhor definição de paixão que já vi, concordo plenamente.

    ResponderExcluir