8 de mai de 2014

O ato de adotar

Uma atitude de uma pessoa muito especial me motivou a escrever esse artigo, o ato de adotar! Para mim é a forma mais linda de se expressar o amor, trazer para dentro de sua casa, para dentro de sua vida uma pessoa que não é sangue do seu sangue, mas que se tornará mais do que sangue do seu sangue, se tornará o amor da sua vida.

Uma pena que são poucas as pessoas que adotam no Brasil, poucos sabem mas os critérios para adoção são simples, pessoas maiores de 18 anos, independentemente do estado civil, que tenham sido avaliadas e consideradas aptas para adoção por equipe técnica da Vara da Infância e da Juventude. É necessária diferença de 16 anos entre adotante e adotado.  Avós também não podem adotar os netos pois a adoção não pode ser feita por parentes em linha reta. A pessoa que adotar não precisa ter uma renda mínima mas sim a possibilidade de arcar com as despesas básicas.

Mas o que faz as pessoas adotarem uma criança? O fato de ficar sozinhas ou a caridade? Muitos são os motivos mas o desejo de ter e criar uma criança deve ser o maior. Uma criança não deve ser adotada pelo simples fato de a pessoa ter medo de ficar sozinha, isso seria uma visão egoísta, tem que ser levado em consideração o amor e a caridade.

Atualmente existe um Cadastro nacional de Adoção, pelo link: http://www.cnj.jus.br/cna/View/index.php, atualmente existem hoje no Brasil cerca de 4.856 crianças aptas a serem adotadas, quem sabe você não adota uma?

Para mais informações sobre adoção iremos indicar o seguinte link:



Ainda não adotei porém é um dos meus sonhos e realizarei em breve, abra você também seu coração, ajude e ganhe um amor para toda vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário