14 de set de 2013

Uma vida com você ou sem você.



Lembro muito bem quando te conheci, foi virando-me que nosso olhares se encontraram, amor de carnaval, dizem que não dura, mas o nosso durou. Foi tão rápido que começamos a namorar, parecíamos dois passarinhos perdidos, nossos primeiros beijos, nossa inocência e nossa vontade.

Sentimento bonito, pleno e verdadeiro, uma companheira eu tive, no começo por muitas dificuldades passei e sempre tive você ao meu lado, passo a passo me ajudando a subir os degraus. Me ensinando a ser simples, gentil e humilde, da mesma forma que você sempre foi, alma pura, coração repleto de coisas boas, sem maldade e inocente. Todas essas qualidades faziam de você a pessoa mais bonita desse mundo, exalava paz e amor.

Seu sentimento sempre foi o mais verdadeiro e puro possível, como pude não enxergar isso? Talvez o amor que procuro tanto estava ali, esteve ali bem na minha frente durante anos.

Mas eu não sentia da mesma forma, e deixei a vontade e os prazeres da carne me levar, sabe aquela frase tão conhecida que diz para não trocar o amor de sua vida por um simples momento de prazer?

Quando no pior momento da minha vida eu passei lá estava você, para me consolar, tranquilizar e me amar, e depois quando a turbulência passou decidimos nos casar, um dos momentos mais felizes da minha vida, como você estava linda, tudo fluiu perfeitamente, o ambiente era maravilhoso, tudo estava perfeito. E como eu chorei, foi uma sensação incrível de felicidade, inexplicável, só quem vive saberá!

Aí veio o conviveu, na primeira semana quase me matou salgando a comida, você lembra? E os dias e as noite passavam-se, e eu não enxergava que tinha uma companheira, uma amiga, confidente, a única em que eu poderia confiar, aquela que largou a família para comigo viver, seus dogmas e seu estilo de vida.

A repetição dos dias, a arrogância e meu jeito difícil de lidar foram matando os sentimentos bons, a vontade de descobrir um novo mundo, repleto de ilusões foi fazendo com que eu me afastasse e enfim aconteceu, mesmo assim você com sua sempre simplicidade me perdoou, apesar de tudo seu amor era maior, superava tudo, era mais forte que tudo, e eu? Mais uma vez não enxerguei o que estava perdendo, e pouco a pouco fui perdendo e amor foi acabando, até que um dia ele se foi. Muita tristeza, decepções e lágrimas. Eu coloquei uma máscara, afim de tampar tudo isso, e convivo com ela até hoje, não consigo tira-la e enfrentar o mundo sem você, vivo escondido e colhendo os frutos do que plantei.


Uma vida com você foi sempre melhor que uma vida sem você. Hoje vejo isso. 

2 comentários:

  1. Que texto forte, José!
    Gostei. Foi bem sincero, bem verdadeiro.

    Muitas vezes perdemos pessoas que nos amam de verdade, justamente por sabermos reconhecer o valor das mesmas.

    Abraço!!!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Valeu meu amigo, e ele é verdadeiro mesmo, saiu de dentro do meu coração.

    ResponderExcluir