29 de abr de 2010

Cidade dos Anjos

“...Eu desistiria da eternidade
para tocar em você.
Pois sei que de alguma forma
você me percebe...
Você é o mais perto do céu que eu posso chegar.
Eu não quero voltar para casa agora...
O único gosto que sinto
é o deste momento.
E tudo que eu tenho para respirar
é o seu amor.
Porque cedo ou tarde
isso pode acabar...
Hoje à noite
não te deixarei ir...
Eu preferiria...
Sentir o cheiro dos seus cabelos,
Dar um beijo em sua boca...
Tocar uma vez em sua mão...
A passar a eternidade.
Sem isso...”

Extraído do filme cidade dos anjos.

Minha primeira postagem fala desse texto maravilhoso que relata sobre desistência de tudo por apenas um momento, é o amor perfeito, mas será que é o amor? Ou apenas uma paixão?
O que será que desperta um sentimento dessa forma?

Um comentário: